Antologia Rabiscos apresenta Bruno Marcello

Autorretrato do artista

Nasceu em Salvador, em 1978. Fez o curso de artes plásticas na Escola de Belas Artes da UFBA e posteriormente especialização em Novas mídias e tecnologia para criação pictórica no Instituto Universitário Nacional de Artes (IUNA), em Buenos Aires na Argentina. Trabalha como ilustrador, desenhista de quadrinhos, pintor e gravurista. Bruno Marcello é o artista ministrante da oficina de desenho realizada na tarde desta sexta-feira, 28 de outubro, na cidade de Cachoeira, antes do lançamento da Antologia Rabiscos por lá. Publica suas obras nos seguintes endereços:

www.flickr.com/bua

bua.blogspot.com

Criado numa família na qual a avó e o pai eram artistas, Bua nos conta que desde que era pequeno sempre teve material artístico à disposição, assim como livros e historias em quadrinhos. A relação com os quadrinhos (e consequentemente com o universo de cultura pop) é realmente algo bem evidente no trabalho de Bua, seja através do grande domínio técnico do vocabulário desse gênero (tanto no traço e enquadramentos, quanto no uso das cores) quanto na abundância de referencias e citações à filmes, seriados, desenhos animados e heróis da DC e Marvel. Uma série recente que ilustra bem essa relação são as “aquarelinhas fofas” que ele tem postado em seu perfil no facebook. Nelas uma serie de heróis e vilões (Ryu, Gambit, Yoda, Darth Vader, Mulher Maravilha) ganham versões suas como crianças hiperativas e encantadoras.

Porém, sem dúvida alguma o mais recorrente entre os temas de Bruno Marcello (algum critico maldoso poderia dizer obsessivo) são as mulheres. Bua parece inverter a sentença da obra de arte como objeto de desejo transformando o (seu?) desejo em obra de arte. São mulheres consumidas em auto-erotismo. Contemplativas, concentradas em si, ás vezes dolorosas, às vezes distraídas. Como que capturadas por um olhar atento e voyueristico. Um olho apolíneo na construção dos planos e enquadramentos.

Imagino que um confronto entre esses desenhos de Bruno Marcello e a produção de Daiane oliveira (e de forma menos direta com o trabalho de Carol Belmondo) poderia gerar perguntas interessantes sobre a representação e a auto-representação da sexualidade feminina.

Anúncios
Etiquetado , , , , ,

Um pensamento sobre “Antologia Rabiscos apresenta Bruno Marcello

  1. Marcio disse:

    Gostei muito do seu traço, parabens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: